O Poder do EAD Como Apoio Na Educação Domiciliar

A tecnologia é uma ferramenta importantíssima para auxiliar quem luta por liberdade educacional.


A educação a distância pode ser uma grande aliada para a educação domiciliar e também para o desenvolvimento do autodidatismo.

Nos modelos disponíveis, o aluno pode utilizar este recurso para se aprofundar em temas estudados em casa, agregando conhecimento e novos horizontes, e também para o desenvolvimento do autodidatismo.


Vale lembrar que não se trata de trazer a escola para dentro de casa ou tentar reproduzir o ambiente escolar, mas utilizar os recursos da educação a distância.


A educação a distância – EAD – é uma modalidade de ensino em que todas as aulas ou quase todas são disponibilizadas por meio de vídeos em tempo real ou gravadas, além de contar com materiais de apoio, livros, apostilas. Esse método tem muitas vantagens, inclusive financeiras.


A flexibilidade do ensino a distância permite que o aluno escolha o melhor local e o horário que deseja estudar, basta ter um computador ou smartphone com acesso a internet. Isso cria um senso de responsabilidade e disciplina, componentes fundamentais no autodidatismo e na educação domiciliar.


A EAD não é sinônimo de homeschooling, mas ela pode ser um ótimo apoio na educação domiciliar. É natural que os pais não dominem todo o conteúdo referente a educação formal e, por isso, tendem a buscar outros recursos como cursos on-line, não somente para os filhos, mas para o próprio processo de autoeducação.


Vantagens da EAD para a educação domiciliar


A EAD possui algumas vantagens para a educação domiciliar:


1 – Existem alguns cursos que são gratuitos, o que ajuda na economia de dinheiro para investir em bons livros e outros materiais necessários;


2 – Os vídeos geralmente podem ser vistos quantas vezes o usuário o usuário quiser. Por exemplo: se mais de um . Por exemplo: se mais de um membro da família quiser, pode consumir aquele conteúdo em um um período diferente;


3 – Alguns cursos têm acesso vitalício, o que garante que aquele material seja utilizado por outros membros da família posteriormente, sem a necessidade de a necessidade de pagar novamente;


4 – Os cursos, ainda que pagos, tendem a ser mais baratos do que cursos presenciais, pois não precisam de uma estrutura física para funcionar, e não é preciso gastar com deslocamento;


5 – Proporciona liberdade para cada pessoa estudar no seu tempo.

Devido à flexibilidade curricular na educação domiciliar, quando um filho se interessa por um tema e deseja se aprofundar sozinho, ele tem a possibilidade possibilidade de fazê-lo por meio da educação a distância. Se o seu filho tem uma inclinação ao desenho, ele pode, por exemplo, buscar um curso EAD para se aprimorar.


A EAD tem sido frequentemente buscada por pais que desejam iniciar a educação domiciliar, mas não sabem por onde começar. Existem inclusive cursos de introdução a essa modalidade, com explicação dos métodos pedagógicos, com depoimentos de famílias experientes.


Além disso, o tempo é precioso para as famílias homeschoolers, já que muitas vezes quem toma a frente dessa missão costuma ser a mãe, conciliando com as tarefas domésticas e outros deveres.


Enquanto um filho brinca, um outro faz exercícios de matemática. Enquanto a mãe ensina os sons das letras aos menores, um dos filhos mais velhos assiste a uma aula de desenho.


A educação domiciliar é um estilo de vida que a família escolhe e por isso a sua cosmovisão é diferenciada. A educação tem grande relevância e tudo o que concorre para melhorá-la é bem-vindo.


O lado financeiro costuma costuma pesar para algumas algumas pessoas, deste modo, os cursos on-line podem servir de de apoio na educação domiciliar.


3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo